Você sabe como precificar serviços?

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

precificação

Seja para quem começa ou para quem já está no ramo, sempre existe alguma dúvida sobre como precificar serviços. É, inclusive, um dos grandes desafios dos empresários!

Você sabe como fazer isso da maneira correta?

Vamos descobrir!

Mas, o que é precificação, afinal?

De acordo com a definição do site Precifica, precificar é uma forma de atribuir um valor econômico a um bem ou serviço. É definir qual é o preço de um serviço e, com certeza, é um trabalho árduo e extremamente detalhista.

A precificação é calculada em cima de muitas variáveis com um propósito comum, que é o de aumentar o volume de vendas e o de obter lucro.

No processo de precificação, definir todas as variáveis é algo mais do que essencial, já que são elas que influenciam, de maneira direta, a determinação do preço.

O processo de definir qual é o melhor preço para o seu serviço é fundamental, pois dessa forma sua empresa pode se tornar mais competitiva no mercado.

O valor cobrado pelo serviço precisa ser suficientemente alto para gerar lucro aos comerciantes, mas não pode ser tão exorbitante ao ponto de deixar de ser atraente para os clientes.

Por isso, a precificação do serviço é algo que precisa ser coerente com todos os gastos que englobam a estruturação e venda, mas também deve considerar a percepção do cliente com relação ao serviço e o preço da concorrência.

Como precificar serviços?

O preço de um serviço tem que ser estipulado com base nas estratégias de marketing do negócio, na concorrência (preço de mercado) e também nos custos que estão relacionados.

Tudo isso é feito através de uma relação de custo x benefícios. A precificação dos seus serviços precisa ser coerente com os gastos que são gerados com a mercadoria para produção, assim como também, com o canal de distribuição e maneiras de promoção.

O preço só fará sentido para o cliente caso este perceba o valor que o seu produto traz. E esse é justamente o resultado da matemática custo x benefício.

Claro que não é nada fácil estipular o preço, já que é impossível se basear no próprio achismo de que um preço é justo.. É preciso fazer uma análise de muitos fatores, para que só assim, seja possível chegar a uma quantia justa para o cliente.

A precificação tem que ser feita de uma forma que não deixe espaço para prejuízos. Mas, é exatamente aqui que está o grande x da questão, pois pode-se falhar bastante nesse sentido, ou seja, o preço pode ficar muito baixo ou alto demais, gerando prejuízos.

preço será variável conforme a flexibilidade do marketing e do trabalho composto; também é necessário analisar:

  • A necessidade de aumentar o valor das vendas e faturamento.
  • Maximizar a participação da empresa diante do mercado.
  • Reação de acordo com as estratégias da concorrência.

O valor de sua oferta precisa:

  • Gerar lucro, mas sem desestimular o desejo de compra.
  • Atraente, porém sem baixar demais, para não depreciar a oferta na percepção dos compradores.

Como deve ser a composição dos preços?

Fique atento aos seguintes fatores:

  • Custos: os custos se relacionam com todos os componentes ligados a matéria-prima, impostos e fabricação do produto. Todos esses citados precisam estar embutidos.
  • Concorrência: é interessante realizar uma avaliação quanto ao preço da concorrência, respondendo perguntas como “qual é o preço deles?” “Por que eles comercializam por esses valores?” “Quais são as vantagens e desafios envolvidos neste processo?”
  • Consumidor: o que o cliente está pronto para pagar? Quanto? Qual é a classe e o porte financeiro do público-alvo? Realizar pesquisas de mercado é algo indispensável para que o empresário não fique perdido nas necessidades reais.
  • Valor agregado: qual o valor que o seu serviço ou produto agrega? De que forma ele atende as necessidades do cliente? Como o cliente se sente satisfeito com ele? Qual o elo entre sua oferta e o comprador? Como o consumidor percebe seu preço?

Siga os princípios que você aprendeu neste post e pratique a precificação correta e consciente.

Agora vai ser bem mais fácil precificar seus serviços!

Em caso de dúvidas, entre em contato!

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Como o overdelivery pode ajudar o seu negócio?

Aprenda, de maneira simples, tudo sobre o overdelivery e como ele pode ajudar o seu negócio O overdelivery é uma técnica muito utilizada para surpreender positivamente os clientes de um determinado negócio O overdelivery vem sendo bastante utilizado por muitos

LGPD e compliance: o que significam essas palavras?

Saiba qual é o significado e a importância de palavras como LGPD e compliance para sua empresa  A LGPD e compliance podem determinar a segurança de dados de sua empresa Se você possui uma empresa, com certeza já ouviu falar

Tipos empresariais previstos em lei: quais são?

Fique por dentro dos tipos empresariais previstos em lei antes de abrir a sua empresa Conheça os modelos empresariais previstos em lei e entenda as suas principais características Infelizmente, a pandemia continua no país e nesses últimos dois anos causou

Sociedade não personificada – o que é?

Descubra agora o que é uma sociedade não personificada Descubra agora mesmo o que é uma sociedade não personificada e evite problemas na abertura da sua empresa Muitas pessoas podem ter o sonho de abrir uma empresa, mas não basta

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top
Área de clientes




Esqueci minha senha

Nos informe seu contato e logo ligaremos :)

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?