Simples Nacional: Benefícios para Startup’s

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Com a alta do empreendedorismo e as facilitações que a globalização trouxe ao mercado atual, abrir um negócio virou uma necessidade de conquista e ao mesmo tempo um desafio à ser conquistado.

Isso porque o Brasil é um dos países de maior carga tributária existentes, o que impossibilitava o nascimento e o crescimento de startups e empresas de pequeno porte.

Com isso, há poucos anos, o Governo implantou o Simples Nacional para facilitar a vida dos pequenos empresários e favorecer o crescimento econômico do país.

Então se você é um gestor de uma startup e quer conhecer os benefícios desse tipo de sistema simplificado, fique atento a este post, pois nele você encontrará as respostas que tanto precisa.

Você conhece o Simples Nacional?

O Simples Nacional é um sistema de tributação onde os tributos são unificados em um pagamento único cujo objetivo é gerir um melhor controle do imposto a pagar e propiciar o desenvolvimento das startups, empreendedores individuais e empresas de micro, pequeno e médio porte.

De modo simplificado, o recolhimento do Imposto do Simples Nacional é feito através do pagamento da DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional, sendo recolhida mensalmente. Este documento unifica o recolhimento de impostos para as empresas optantes pelo Simples Nacional, repassando cada um deles automaticamente para as contas do estado, do município e da União.

O Simples Nacional é obrigatório para estas empresas?

O regime de tributação do Simples Nacional traz como principal vantagem ser um regime optativo. Nesse regime, as empresas optam ou não por aderirem caso acreditem trazer vantagens à mesma.

Através da unificação de todos os impostos, o Simples Nacional na maioria das vezes apresenta uma taxação bem mais baixa comparada a outros regimes como o Lucro Presumido e o Lucro Real, pois é calculado através do faturamento anual da startup.

Embora seja um tipo de tributação optativa, o Simples Nacional após ser aderido se torna irrevogável e irretratável, devendo a empresa permanecer com o regime durante todo o ano calendário.

Atendendo aos requisitos desse tipo de regime de tributação

Embora optativo para as empresas, para aderir a este tipo de regime, as mesmas precisam atender alguns requisitos, como:

  • Não possuir faturamento anual superior a R$ 3,6 milhões de reais;
  • Os sócios não podem ter participação em nenhum outro tipo de empresa.

Principais vantagens do Simples Nacional

O Simples Nacional traz como principais vantagens às empresas optantes:

  • Menor taxa a pagar em comparação à outros regimes;
  • Isenção de pagamentos com contribuições sociais;
  • Reduz os custos trabalhistas;
  • Maior facilidade de controle contábil e gestão.

Quais impostos estão incluídos no Simples Nacional?

Antigamente, com os outros tipos de tributações os impostos eram recolhidos um a um, o que poderia gerar equívocos e transtornos nos pagamentos dos mesmos.

Com a simplificação do Simples Nacional, os principais impostos federais, estaduais e municipais estão todos incluídos.

Os principais impostos são:

  • Impostos Federais: IRPJ, PIS, COFINS, IPI, CSLL, CPP;
  • Impostos Estaduais: ICMS;
  • Impostos Municipais ISS .

Como está a aceitação desse tipo de tributação?

Desde 2015, vários empreendedores de modo individual ou através de micro, pequenas e médias empresas vêm optando por este tipo de tributação.

O recolhimento feito de modo simples através de contagem simples do percentual faturado no ano é de fácil entendimento e aceitação das empresas optantes.

Para empresas que estão iniciando as suas atividades e para as startups, esse tipo de tributação pode ser a ideal, exatamente por trabalhar com menores riscos e propiciar maior conforto e entendimento no pagamento.

Como Startup posso optar pelo Simples Nacional?

As startups , são quase que por definição em sua maioria, empresas prestadoras de serviços.  Este tipo de atividade, serviços, são regulamentados pela lei complementar nº 116 de 2003.

Em 2006 foi criada a  lei que permite a participação de empresas que desenvolvem sistemas ou as licenciam no Regime Tributário Simples. Em 2013 a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou um projeto de lei que isenta as startups, do pagamento de impostos federais por pelo menos dois anos.

O texto do projeto de Lei diz que as startups podem ser enquadradas num regime especial de tributação, chamado de Sistema de Tratamento Especial a Novas Empresas de Tecnologia (SisTENET) e devem receber isenção por dois anos, prorrogáveis por igual período, do pagamento de impostos federais. Para estar nesse regime, as startups só poderão:

  • ter receita bruta trimestral de até R$ 30 mil e
  • no máximo quatro funcionários.

Se a empresa inscrita no SisTENET ultrapassar esse limite de receita bruta trimestral, ela terá de comunicar sua saída do cadastro no prazo de 30 dias e a opção pelo Simples Nacional, sob pena de serem retiradas do sistema e multadas. As startups que também passarem por todo o período no regime especial podem optar por aderir ao Simples Nacional.

As startups devem ficar atentas às alíquotas do Simples Nacional para verificarem se este é o melhor regime tributário a ser aderido, devido ao fato das alíquotas do Simples Nacional serem vinculadas ao crescimento da folha de pagamento. Para que esta opção valha a pena, é necessário que a folha de pagamento da Startup represente no mínimo 40% de seu faturamento.

Sendo assim, de acordo com as variáveis acima, o ideal é sentar-se com seu contador e verificar qual o melhor regime de tributação para sua startup, pois dependendo do caso o melhor será a opção pelo Lucro Presumido ou Lucro Real.  

Então fique atento!

Procurar por meios de melhor gerir os negócios é sempre um desafio para todos os empreendedores, principalmente para as startups que possuem como característica o trabalho em ambientes de risco.

Sendo assim não há momento para vacilar. Buscar auxílio de uma empresa contábil especializada  é sempre a resposta ideal para iniciar qualquer negócio.

Então, seja qual for o ramo de atuação e o tamanho do seu negócio, fique atento às oportunidades de simplificá-lo e assim fazê-lo crescer.

Até a próxima!

Referência: Senado aprova projeto que isenta startups de impostos federais

 

Restou alguma dúvida ou quer obter mais detalhes sobre como nossos serviços podem te auxiliar? 

Somos uma contabilidade em São Paulo, Guarulhos e Região, especializada na sua área de atuação.

Estamos de portas abertas – presencial ou virtualmente – para te receber! É só entrar em contato conosco agora mesmo e será um prazer conversar com você!

Até breve!

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

Como regularizar empresa e voltar a atuar de forma efetiva?

Descubra de uma vez por todas como regularizar a sua empresa Apenas com um negócio regularizado é possível desempenhar suas atividades com efetividade Infelizmente, existem muitos empresários que não cumprem suas obrigações estipuladas pela Receita Federal e, por isso, acabam

Exclusão do ICMS – ST: vale para o Simples Nacional?

Entenda como funciona a exclusão do ICMS – ST e descubra se ela vale para empresas do Simples Nacional Quando o assunto é tributação, é preciso estar bastante atualizado e atento para não pagar impostos de forma indevida A tributação

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top
Área de clientes




Esqueci minha senha

Nos informe seu contato e logo ligaremos :)

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?